HOMICÍDIO

Líder do Pró-Moradia, das 1.500 casas do Jd. Rafael, é assassinado

Reprodução/Facebook

O líder comunitário do Movimento Pró-Moradia, de Suzano, Isaias Martins da Silva, de 59 anos, foi morto na manhã de sábado, 21, com cinco tiros quando saía de um condomínio naquela cidade. A entidade era uma das responsáveis pelas 1.500 casas a serem construídas no Jardim Rafael, em Bertioga.

Participe dos nossos grupos ℹ http://bit.ly/CNAGORA10 🕵‍♂Informe-se, denuncie!

Ainda não há detalhes sobre o caso. Isaias, que também era presidente do diretório do PSDB em Suzano, morreu no local.

Casas no Jardim Rafael

As obras das 1.500 moradias na altura do km 218 da rodovia Rio-Santos iniciaram em outubro de 2019, após mais de seis anos de espera. Na ocasião, o líder comunitário, que também representava a Frente Paulista de Habitação Popular do Estado de São Paulo, esteve na cidade para participar do lançamento das obras, integrante ao projeto habitacional "Minha Casa, Minha Vida - Entidades".

A expectativa é de que as moradias sejam entregues em 24 meses. As obras, com investimento superior a R$ 170 milhões, são executadas pelas construtoras Qualyfast e Faleiros, em parceria com entidades como a Associação dos Moradores do Jardim Helena, Frente Paulista de Habitação Popular do Estado de São Paulo e Movimento Pró- Moradia de Suzano.