SEM REAJUSTE

Salários da Câmara de Guarujá são congelados

Fachada da Câmara Municipal de Guarujá Luiz Torres/CMG

Assessores parlamentares e ocupantes de cargos comissionados da Câmara Municipal de Guarujá não terão reajuste salarial neste ano de 2020. A decisão foi tomada na última terça-feira, 24, pela unanimidade dos vereadores, que aprovaram projeto que garante correção apenas aos funcionários concursados do legislativo. A esses o reajuste será de 4,31%, mesmo percentual que será concedido aos servidores da prefeitura.

Participe dos nossos grupos ℹ bit.ly/GRUPOCNGUARUJA 🕵‍♂Informe-se, denuncie!

REFORÇO

O congelamento dos salários vai reforçar as ações de economia de recursos que a Câmara Municipal de Guarujá vem promovendo desde 2.017 e que já garantiram a devolução de mais de R$ 16,5 milhões à prefeitura. Segundo o presidente da Câmara Municipal, Edilson Dias, outras medidas de contenção de despesas estão em estudo e devem ser anunciadas nas próximas semanas.

"Nossa meta é economizar nos próximos meses valor em torno de R$ 7 milhões. Embora já tenhamos uma estrutura bastante enxuta, em decorrência das ações que adotamos desde 2017, vamos buscar outras formas de garantir o maior volume possível de recursos à administração municipal. O momento requer todo o nosso esforço", enfatiza Edilson.

Da parte dos vereadores, os subsídios também ficarão congelados, nos mesmos patamares estabelecidos desde 2.012. Atualmente cada parlamentar recebe R$ 7.580,00 líquidos e não dispõe de qualquer tipo de benefício ou verba indenizatória. 

PRONTIDÃO

Desde que foi decretado o período de quarentena, os 17 vereadores guarujaenses estão de prontidão para votar qualquer matéria que seja necessária para auxiliar o Executivo nas ações de enfrentamento ao Covid-19.

Embora todos os eventos oficiais, cursos e palestras da Câmara Municipal tenham sido cancelados, as sessões semanais estão mantidas, ainda que com restrição de acesso ao público.

LEITOS DE UTI

Na última terça-feira, 24, os vereadores aprovaram o Projeto de Lei 042/2020, que autoriza a Prefeitura a contratar mais 10 novos leitos de UTI para atendimento via SUS, no Hospital Santo Amaro (HSA). A iniciativa vai garantir a ampliação de 50% dos leitos atualmente disponíveis: 20. 

Paralelamente, a administração municipal também pleiteia, com o apoio do legislativo, a aquisição de outros 20 leitos, junto ao governo estadual, através do comitê metropolitano para enfrentamento do novo coronavírus.

Parte dos recursos economizados pela Câmara Municipal, em 2019, também deve custear a construção de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), orçada em R$ 6 milhões.