Tecnologia

Vantagens e desvantagens dos sistemas de segurança em ambientes residenciais

Já faz algum tempo que a segurança é preocupação fundamental quando se pensa em onde morar. E não é por acaso: a crise econômica pela qual o país tem passado nos últimos anos é mesmo um alerta para os índices de violência.

Fato é que todo mundo quer viver em um lugar onde se sinta seguro e, por isso, muitas famílias escolhem morar em um apartamento ou em um condomínio, pois esses locais possuem sistemas mais elaborados de segurança para diminuir a vulnerabilidade a criminosos.

Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (ABESE), é crescente o número de brasileiros que investem em soluções para a segurança residencial, como alarmes, controle de acesso e videomonitoramento.

A última pesquisa do órgão mostra que locais que são monitorados têm 3 vezes menos roubos e até 10 vezes menos objetos roubados, quando comparados a locais sem nenhum monitoramento. O estudo também mostra que mais de 90% das tentativas de furtos em locais com alarme não foram bem-sucedidas.

Por que eu deveria investir nisso?

Os números ressaltam o quanto pode ser uma boa ideia investir nesse tipo de solução. Afinal, a tecnologia é, sem dúvidas, uma grande aliada para prevenir os crimes. A seguir, listamos as principais vantagens de contar com ela no seu dia a dia.

Monitoramento 24 horas

Há vários sistemas de alarme e vídeo que acompanham tudo o que acontece dentro e fora da casa em tempo real. Dessa maneira, fica muito mais fácil identificar qualquer movimentação suspeita e agir a tempo.

Controle de acesso

Saber quem entra e quem sai da sua casa ou condomínio é importante não só para garantir a sua privacidade, mas, principalmente, para assegurar a segurança de toda a família. Com os modernos sistemas, é possível fazer esse acompanhamento, mesmo que você não esteja em casa, pelo computador ou celular.

Flexibilidade e autonomia

Muitos aparelhos modernos não possuem fios, o que possibilita que sejam instalados mesmo em locais de difícil acesso e, por isso mesmo, mais perigosos. Além disso, eles possuem baterias com grande vida útil e costumam ser fáceis de mudar de lugar, caso seja necessária alguma adaptação na casa, por exemplo.

Com a tecnologia, estarei totalmente seguro?

Várias notícias de roubos em prédios e condomínios extremamente equipados com alta tecnologia levantaram a discussão de que os sistemas, na verdade, chamariam mais a atenção dos criminosos, que, por conta de todo o arsenal, saberiam estar diante de locais com vários objetos de valor.

A resposta para isso é que, infelizmente, nunca estaremos totalmente seguros. Já que, à medida que a tecnologia avança, as estratégias dos criminosos também. E eles estão pensando em planos cada vez mais complexos para conseguir burlar os sistemas, como clonar placas de veículos e controles, por exemplo.

Muitos especialistas afirmam que o isolamento realmente pode gerar uma falsa sensação de segurança e acabar facilitando roubos. Muros muito altos, por exemplo, dão privacidade ao morador, mas também evitam que alguém que esteja passando veja o ladrão ou um movimento estranho dentro da casa.

A tecnologia, no entanto, não pode ser culpada por isso. Além do isolamento de muitos condomínios — que é sim um fator de risco a mais —, muitas pessoas acham que estão totalmente seguras por conta dos equipamentos e deixam de tomar atitudes preventivas. E é aí que mora o perigo.

É preciso lembrar que os sistemas de segurança são sim grandes aliados, mas que, para que eles sejam eficientes, é preciso haver um monitoramento adequado, com uma equipe capacitada, e procedimentos preventivos, que devem ser seguidos não só pelos funcionários, mas também pelos moradores.

Além disso, os sistemas cada vez mais modernos, são uma segurança a mais. O acesso pela via digital, por exemplo, é muito mais seguro do que por controle remoto, por exemplo. Com atualização constante e trabalho conjunto, a tecnologia tem tudo para deixar qualquer um mais tranquilo em casa.