DICAS

Como o cartão de crédito pode auxiliar nas finanças pessoais

IQ

Há alguns anos os cartões de crédito eram vistos como grandes vilões das finanças e principal fonte de endividamento, mas aos poucos esse cenário está mudando, graças a chegada de novos tipos de cartões. Hoje em dia, por exemplo, já existem diversas opções de cartões de crédito sem anuidade disponíveis no mercado.

Essa é apenas uma das formas de economizar usando um cartão de crédito. Quando utilizado da maneira correta, é possível se beneficiar dessa ferramenta para organizar finanças pessoais, ajudando no controle das despesas mensais e facilitando a compra de itens necessários.

A culpa não é do cartão de crédito

A péssima fama que o cartão de crédito adquiriu nos últimos tempos se deve ao grande número de pessoas endividadas ou com saldo no vermelho. Apesar de ser uma situação muito comum, ela decorre do mau uso dessa ferramenta e não dela em si.

A falsa sensação de possuir dinheiro sempre que necessário muitas vezes leva o consumidor ao endividamento. Assim, é de extrema importância aprender a fazer uso do cartão de crédito de forma benéfica, sem enxergá-lo como vilão e sim como aliado na organização das finanças pessoais.

Com pequenas mudanças na gestão financeira, acredite: é possível manter uma relação pacífica com a fatura do cartão de crédito no final do mês.

Conheça suas despesas

O primeiro passo para ter o cartão de crédito como grande aliado é listar as suas despesas mensais. Entram para essa conta todos os gastos fixos, como:

●     Celular;

●     Luz;

●     Água;

●     Supermercado;

●     Escola dos filhos;

●     Academia.

Ao montar essa lista, aproveite também para marcar quais itens são essenciais e quais não são. Para não esquecer nada, faça uso das últimas faturas do cartão de crédito e fique atento às despesas recorrentes.

Atualmente, é possível ter acesso a esses dados tanto por papel quanto online, sendo assim, não tem desculpa para não organizar suas contas. A facilidade de consultar os gastos a qualquer hora e lugar ajuda bastante na organização e no controle das finanças.

Saiba seu limite

Após realizar a listagem dos gastos fixos mensais, está na hora de juntar tudo e ver se todos cabem dentro do seu orçamento. É muito comum encontrar pessoas que, por conta do limite oferecido pelo cartão de crédito, gastam mais do que a sua receita mensal.

Assim, é extremamente importante colocar tudo na ponta do lápis e, caso a conta não feche, será necessário realizar um corte de gastos para reorganizar o orçamento. Estar a par das contas é fundamental para decidir o que você irá abrir mão. Os aplicativos de banco são ótimas ferramentas para manter tudo em ordem.

Uma outra maneira de manter as finanças organizadas é ser realista com o limite do seu cartão de crédito. Após tomar conhecimento sobre os gastos reais de todo mês, chega a hora de estabelecer o limite de crédito. Essa não é a hora de imaginar possibilidades e pensar alto.

O limite escolhido deve ser compatível com a sua renda mensal. Não se preocupe com um futuro aumento, sempre será possível reajustar esse valor. O mais importante é ser verdadeiro consigo mesmo e limitar os gastos para não se endividar.

Além de deixar de gastar com o que não é essencial, também é válido rever as despesas que irão permanecer no orçamento. Muitas vezes é possível pagar menos pelo mesmo serviço - plano de celular e internet, por exemplo - ou, em algumas situações, também é possível ganhar descontos através do programa de fidelidade dos cartões.

Faça uso do programa de pontos

Praticamente todos os bancos oferecem programas de fidelidade e pontos vinculados ao cartão de crédito e é uma boa ideia usar essa ferramenta a seu favor. Vale a pena dedicar um tempo entendo como funciona e quais benefícios podem ser obtidos a partir do programa oferecido pelo seu banco.

Na maioria das vezes é possível obter descontos em produtos, trocar por milhas ou até mesmo upgrades em hospedagens. Fique atento aos benefícios que sejam compatíveis com o seu perfil de consumidor e aproveite a economia.

Enxugue o número de cartões

Tanto para fazer o melhor uso do programa de benefício quanto para organizar as finanças pessoais, é importante tem o número mínimo de cartões de crédito possível. Tenha em mente que um é o número ideal e três é o máximo. Administrar muitos cartões impossibilita qualquer pessoa de realizar um controle efetivo dos gastos.

Dessa forma, é possível fazer uso do cartão de crédito sem perder o controle. É importante estar sempre atento aos gastos e não mexer no limite de crédito. Bons hábitos financeiros são construídos com o tempo e, em alguns casos, é necessária uma reeducação da própria pessoa. 

Fonte: Coluna IQ