Saúde

Qual aparelho auditivo é mais adequado para mim? Veja as indicações

Reprodução/Internet

Após uma avaliação auditiva, vem a indicação do uso do aparelho auditivo. Mas você sabe qual aparelho é o mais adequado?

Muitos pacientes já fizeram essa pergunta, pois ao iniciar a procura por aparelho auditivo descobrem que existem várias marcas, valores, modelos e tecnologias. Com tantos fabricantes e diferenças, pode parecer semelhante à compra de um veículo.

Os modelos e tecnologias do aparelho auditivo são indicados, de acordo com o grau e configuração da perda auditiva, além do estilo de vida e desejos daquele indivíduo.

Dentre os modelos dos aparelhos auditivos temos os intracanais, microcanais    (dentro da orelha), os microretroauriculares e retroauriculares (atrás da orelha).

Um modelo não é superior ao outro em termos de qualidade de som ou poder de processamento, mas cada um tem suas próprias vantagens e desvantagens.

O modelo intracanal é personalizado para se ajustar especificamente às orelhas do paciente, ou seja, é realizado uma pré-moldagem do conduto do paciente. 

Esse modelo pode ser bastante confortável e fácil de inserir, já que é o formato da orelha daquele paciente. Eles também podem ser mais discretos, dependendo do tamanho da concha. No entanto, à medida que preenchem completamente o canal auditivo, os pacientes com melhor audição nas baixas frequências podem sentir uma “oclusão" e experimentam dificuldade em se adaptar à própria voz, não sendo uma boa indicação. 

Os aparelhos auditivos intracanais também podem ser mais frágeis e não são uma opção viável para pessoas com problemas crônicos de ouvido médio.O outro modelo é o aparelho auditivo microretroauricular (RIC) ou retroauricular (BTE), atrás da orelha. O som é emitido para o canal auditivo por meio de um fio fino com um receptor no canal (RIC) ou tubos e um molde auricular (BTE). 

O grau de perda auditiva pode atuar como fator determinante na ocasião, pois aqueles com perda auditiva profunda precisam da potência  que o modelo retroauricular fornece. 

No entanto, a maioria dos pacientes podem usar um modelo microretroauricular com receptor no canal (RIC). O RIC é vantajoso, pois não preenche todo o canal, sendo utilizado com uma oliva de silicone, proporcionando uma qualidade de som mais natural. Eles também são altamente duráveis ​​e fáceis de manter. 

Um recurso exclusivo desse modelo é a opção de uma bateria recarregável. A desvantagem é que são mais difíceis de se colocar, devido serem utilizados com uma oliva e não com um molde do conduto e um pouco mais visível, aspecto considerado por alguns pacientes. A diferença de valor é geralmente insignificante entre os modelos de aparelhos auditivos.