Apostas Esportivas

Rivais de Madri, Barcelona e “intruso” formam seleção mais cara da La Liga

Somente um jogador não vem de Atlético, Real ou Barça; confira os 11 ideais Betsul

O Campeonato Espanhol vive uma de suas temporadas mais equilibradas. Sim, a briga pelo título continua concentrada em Real Madrid e Barcelona, mas há um pelotão com vários times brigando pelas vagas na Liga dos Campeões e na Liga Europa. Com mais equipes em evidência, a expectativa é de que novos jogadores se destaquem e ganhem projeção nacional.

Bom, pelo menos no que diz respeito a valores de mercado, ainda há uma concentração de jogadores valiosos em Real Madrid, Atlético de Madrid e Barcelona. Com exceção a um atleta do Valencia, é o trio mais rico do país responsável por emplacar 10 jogadores no time mais caro do Campeonato Espanhol.

Tem ideia de quem são os 11 atletas mas caros que atuam na Espanha? Confira na matéria abaixo preparada pelo Betsul e veja quantos nomes acertou!

Jan Oblak (Atlético de Madrid) - 100 milhões de euros

Nada de Ter Stegen ou Courtois, quem defende a meta da seleção da La Liga é Jan Oblak, do Atlético de Madrid. O esloveno chegou ao time de Diego Simeone como uma aposta, se firmou como titular e se transformou em um dos maiores da posição no mundo. Sempre lembrado por operar milagres, Oblak é um dos responsáveis por fazer com que o Atleti tenha um sistema defensivo invejável.

Raphaël Varane (Real Madrid) - 80 milhões de euros

Segundo zagueiro mais caro do mundo, o francês Varane só perde para Van Dijk, do Liverpool. No Real Madrid desde os 18 anos, o defensor se firmou nos merengues depois de mostrar muita velocidade, imposição física e técnica, qualidades que o diferenciam de boa parte dos “xerifões” que encontramos por aí.

José Giménez (Atlético de Madrid) - 70 milhões de euros

Por falar em xerife, José Giménez é um desses exemplos. Se o uruguaio não é tão técnico quanto o seu companheiro de zaga nesta seleção do Espanhol, não podemos deixar de dizer que sobra raça e entrega do defensor. Se tem alguém que pode resumir a alma do futebol do Uruguai, essa pessoa é Giménez, que ao lado de Godin fez uma dupla memorável no Atlético de Madrid.

Dani Carvajal (Real Madrid) / Sergi Roberto (Barcelona) - 50 milhões de euros

As pessoas podem até não gostar de Dani Carvajal e Sergi Roberto, mas a verdade é que ambos são homens de confiança no Real Madrid e no Barcelona, respectivamente. Enquanto nos merengues o lateral-direito faz falta quando não pode atuar, mostrando que se está ruim com ele, é pior sem ele, no Barça, Sergi Roberto parece ser o único que se encaixa perfeitamente no estilo de jogo que os catalães querem propor.

José Gayà (Valencia) - 50 milhões de euros

Chegamos ao “intruso” da lista. E não é para menos, já que José Gayà é peça fundamental de um Valencia que há anos vem tentando voltar aos tempos de glória de anos atrás. Com apenas 24 anos, o jovem lateral-esquerdo ainda tem muito a evoluir e pode se tornar um atleta ainda mais importante para o seu time atual.

Casemiro (Real Madrid) - 80 milhões de euros

Responsável por proteger a defesa, Casemiro dispensa apresentações. Sob o comando de Zidane, o brasileiro se tornou um exemplo na posição por sua excelente saída de bola e por seus botes precisos, que permitem ao Real Madrid se expor sem medo de que nos contra-ataques não tenha alguém para garantir que a equipe não leve gol.

Frenkie de Jong (Barcelona) - 90 milhões de euros

Com um futebol vistoso aparece Frenkie de Jong, do Barcelona. Recém-chegado ao clube após temporada fantástica no Ajax, o meia segue mostrando muita técnica e habilidade com as cores dos catalães e faz jus à posição que conquistou na seleção da La Liga. Neste time, ele divide com o próximo jogador a função de municiar os atacantes.

Saúl Ñíguez (Atlético de Madrid) - 90 milhões de euros

Cria do Atlético de Madrid, Saúl é um dos grandes nomes de sua geração. Habilidade, boa finalização, excelentes passes e visão de jogo e bem na marcação, o espanhol é um meio-campista completo e fundamental para a equipe de Simeone há várias temporadas. 

Lionel Messi (Barcelona) - 140 milhões de euros

Apenas seis vezes eleito o melhor jogador do mundo. Lionel Messi pode não estar em sua melhor temporada, longe disso, mas ainda assim entrega demais no Barcelona, que não estaria disputando o título espanhol não fosse as apresentações individuais do argentino que sempre resolve. Mais caro deste time, o camisa 10 é quem inaugura o ataque da seleção da La Liga.

Antoine Griezmann (Barcelona) - 120 milhões de euros

Parceiro de Messi no Barcelona, Antoine Griezmann é mais um do time catalão na lista. Fosse pelo futebol apresentado no Barça e o francês não estaria no time, mas a história do atacante no futebol espanhol deve ser reconhecida. Afinal, foi ele o grande responsável por levar o Atlético de Madrid a um vice-campeonato da Champions League.

João Félix (Atlético de Madrid) - 90 milhões de euros

Contratado para substituir Antoine Griezmann no Atlético de Madrid, João Félix demorou pouco para mostrar que o investimento feito pelos colchoneros valeu a pena. Grande nome do Atleti na temporada, o português é uma jovem promessa que ainda deve render muitos bons frutos para o time da capital.

Fonte: Betsul